Bom dia ! Hoje Domingo, 17 de Outubro de 2021 souzaeassisimoveis@gmail.com
Temos o imóvel certo para você!

Notícias

SURF - A MAGIA DA LAJE DE MANITIBA [JACONÉ/SAQUAREMA]

Postada em 27/06/2020 às 22:37:28
SURF - A MAGIA DA LAJE DE MANITIBA [JACONÉ/SAQUAREMA]

Já ouviu falar na "Laje de Manitiba" em Saquarema? Sabia que este é um dos maiores picos para a prática de surf de ondas grandes do Brasil e vem sendo frequentado pelos maiores nomes do país e do mundo desta modalidade?  Buscando difundir ainda mais este atrativo turístico de nossa cidade, a SOUZA & ASSIS IMÓVEIS traz esta matéria que conta um pouco mais deste pico "irado". Vamos nessa!

Galeria: A Magia da Laje de Manitiba - Ana Catarina registra session com Caio Vaz, Stephan Figueiredo, Carlos Burle e cia.

Por Iuri Corsini

Aproximadamente há 10 anos, um pico quase nada falado em Saquarema despontou em uma matéria da Surfline, cujo título era algo do tipo: "Teahupo'o no Brasil?". Tratava-se da Laje de Manitiba, que fica na praia de Jaconé, em Saquarema, a cerca de 11 km de Itaúna.

Uma esquerda não muito distante da costa, que quando quebra de jeito, de fato nos impressiona por tamanha qualidade e peso. Um slab brasileiro que abre como poucos; um tubo seco em meio à uma rasa bancada de pedras, que testa até mesmo os mais experientes surfistas - incluindo aí, locais como Lucas Chianca, que dessa vez não estava presente.

2019 09 24 Laje De Manitiba 5297edit1

Apesar do potencial do pico, a Laje de Jaconé (que acabou virando Laje de Manitiba) só passou a ter grande destaque e enorme procura há poucos anos, e dificilmente você verá surfistas desconhecidos indo explorar essa nada fácil onda.

Caras como Lucas e João Chianca, Carlos Burle, Alemão de Maresias, Stephan Figueiredo e os irmãos Vaz, têm sido presença marcante nas melhores ondulações que quebram na Região dos Lagos. No dia 24 de setembro, um swell de peso estava previsto e a barca formada pela fotógrafa e jornalista Ana Catarina e os surfistas Caio Vaz, Stephan Figueiredo, Carlos Burle, Alemão de Maresias, Kalani Lattanzi e cia, partiu na madrugada em busca das boas.

Depois de cerca de 2 horas de viagem a recepção não poderia ter sido melhor. Após passada a escuridão da madrugada, o sol da manhã revelou condições quase perfeitas para os big riders e toda a equipe.

Portanto, chegou a hora de contemplar essa galeria de fotos ALUCINANTE da casca grossa Ana Catarina (nosso máximo respeito!).

E, para fechar com chave de ouro, vale aqui um depoimento feito pela Ana, em seu Instagram, pouco depois dessa session mágica em Saquarema:

  • "2:45am. Foi a hora que acordei hoje. Dormi só 2 horinhas e acordei de muito bom humor. Com certeza, porque idealizei muito que a minha manhã seria exatamente como pensei que seria! Fomos pra Laje de Jaconé, ou como o nome gourmet sugere, Laje de Manitiba. Uma onda ora verde, ora azul, cinematográfica. Não gosto de dizer que é uma "onda gringa", porque no Brasil temos muita coisa boa. ⠀
  • Talvez quem não faça o que ama, nunca entenda essa "disposição". A gente abre mão de muita coisa mesmo, o tempo todo. Viver do surf não é fácil, mas cada segundinho dessa dedicação é recompensado. É assim que percebo minha vida. Que manhã especial! Obrigada pela pilha, @caiogebaravaz ! Amo te ver surfar, não erra, tem o brilho, tem a estrela! Cada sorriso seu depois de uma craca dessas me deixa emocionada! Principalmente quando a gente consegue alinhar onda-foto e sai muito com a sensação de tiro certo do dia!"

Quando perguntei a ela qual a parte mais complicada de se fotografar na Laje, não foi o peso da onda, a tensa entrada na água ou a pouca profundidade do pico que surgiu como resposta principal. Mas sim o fato da onda ser "negativa" - por quebrar sobre uma laje - o que pode dificultar na hora de fotografar.

"A ‘águinha' que vem na nossa direção e dificulta de ver e fotografar. Em laje, como a onda é ‘negativa', geralmente temos esse problema. Por isso eu usei colete, que depois acabou me salvando de uma (onda) que tomei na cabeça."

O caldo foi mero detalhe; o que importa mesmo é não perder o foco e nem a foto. Essa é Ana Catarina, uma das melhores fotógrafas aquáticas do país - não por acaso...

Fonte: okasurf.com.br

Compartilhar:

Outras notícias

Newsletter

» Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.

Enviar mensagem
Chame pelo WhatsApp